Spam: como surgiu e o que é?!

Com certeza você já se deparou com o tal do Spam (fora da pasta de spam), por aí. Afinal, todas as pessoas com acesso à internet, consequentemente, convivem com ele.

Da mesma forma, você certamente sabe dos aborrecimentos e males que o famoso Spam pode causar. Mas você conhece a história e significado da palavrinha que se tornou uma vilã da rede?

Existem algumas histórias quanto ao significado e qual deles trouxe a fama para o termo Spam. Aqui, preferimos abordar o mais sucinto: a palavra Spam é uma sigla para a frase “Sending and Posting Advertisement in Mass”, sua tradução livre é: “Enviar e postar publicamente em massa”.

O Spam seria, basicamente, mensagens que você não deseja receber e que bagunçam toda a sua caixa de entrada. Mas existem muitas particularidades nessa definição.

Breve história do Spam

A prática de envio de Spam pode ter surgido quando, em 1993, o desenvolvedor de software Richard Depew enviou um post acidentalmente 200 vezes seguidas. O feito criou um frenesi e provocou a irritação de muita gente. Posteriormente, em 1994, dois advogados americanos utilizaram o e-mail para enviar mensagens em massa com um anúncio de seus serviços a 6.000 imigrantes candidatos ao Green Card dos EUA.

O termo Spam já havia ganhado certa popularidade quando, em 1998, o dicionário de Oxford (referência da língua inglesa) incluiu a palavra em seu vocabulário com a definição de lixo eletrônico, ou “Irrelevant or unsolicited messages sent over the Internet, typically to a large number of users, for the purposes of advertising, phishing, spreading malware, etc”.

Sendo traduzido: “Mensagens irrelevantes ou não solicitadas enviadas pela Internet, geralmente para um grande número de usuários, para fins de publicidade, phishing, disseminação de malware etc”.

Como visto na tradução de Oxford, já eram conhecidos os problemas que o envio de mensagem em massa poderiam causar.

Os perigos das mensagens em massa

Até aqui só encontramos significados negativos para o Spam, mas saiba que a publicidade em massa não é o maior deles. O envio de mensagens de publicidade pode causar insatisfação em alguns usuários, mas não é totalmente negativo. Existem bons números que comprovam a eficácia da prática de marketing para atrair clientes através do e-mail.

O verdadeiro perigo é: cair na lista de spammers. São os spammers que promovem a prática para disseminar vírus e vários malwares, geralmente com interesses financeiros ilegais. Através das mensagens em massa, os criminosos dão golpes nos usuários e espalham vírus em milhares de máquinas. E por vezes, por um descuido, você e/ou sua marca podem ser identificados como spammers.

Por isso, uma pessoa ou marca que veicula Spam através de sua mensagens em massa, constrói e dissemina uma má reputação para si mesmo. Além disso, seu provedor, domínio ou IP pode ser bloqueado pelos administradores de rede.

A ingenuidade ao enviar mensagens em massa pode criar um grande desconforto para você e seus clientes. É por isso que, hoje, é imprescindível ter um bom serviço de filtro anti spam.

Conclusão

Agora que já sabemos o significado do Spam e seus males, continue acompanhando o blog Sierti e saiba mais sobre como funciona um filtro antispam.

No blog Sierti você está sempre ligado nos principais assuntos da Rede.
Fontes: Forbes / Canaltech / Lexico